Polícia militar prende acusado por receptação de veículo furtado em Sombrio

Polícia militar prende acusado por receptação de veículo furtado em Sombrio

A polícia militar de Sombrio, prendeu na manhã desta terça-feira, dia 19, em Sombrio, um homem acusado de receptação de veículo furtado em Caxias do Sul. A prisão ocorreu por volta de 10h10min na rua padre João Raitz, no bairro São Luiz. Uma guarnição da polícia militar de Sombrio foi averiguar um veículo com registro de furto que estaria em uma oficina de chapeação em Balneário Gaivota.

Os fatos foram elencados em uma publicação do Facebook para venda do veículo, o qual foi furtado do interior de uma mecânica em Caxias do Sul. Na sequência, os policiais militares se deslocaram até a avenida Interpraias, e conversaram com o proprietário da oficina de chapeação, que afirmou que não sabia de nenhum veículo Gol cinza versão GTS.

De acordo com a polícia militar, o dono da chapeação é pai de um homem conhecido no meio policial por vendas irregulares de veículos. De posse das informações, a guarnição da PM foi até bairro São Francisco, com apoio de outra guarnição. Lá, os polícias militares conversaram com a esposa do suspeito de receptação, a qual informou que teria um VW Gol cinza na revenda de seu esposo, situada na Rua Padre João Reitz, no bairro São Luiz, em Sombrio.

No local havia um homem que reside na casa da frente, que relatou que viu um automóvel do mesmo modelo e cor, chegar na manhã desta terça-feira. Segundo a polícia militar, nos fundos do pátio da revenda foi localizado o veículo VW/GOL GTS (ICA2D17), sem as placas de identificação. A polícia descobriu que se tratava do veículo furtado pelo número do chassi.

Em seguida, o proprietário da revenda de veículos se apresentou no local, informando que negociou o veículo com um homem de Torres. Diante dos fatos, o mesmo foi conduzido até a delegacia de Polícia Civil de Sombrio para procedimentos cabíveis, juntamente com veículo que foi apreendido no local.

Fonte: Polícia Militar de Sombrio/Texto: Jairo Silva.