Segurança Araranguá decreta situação de emergência no combate à dengue para reforçar ação realizada pelo Estado

Araranguá decreta situação de emergência no combate à dengue para reforçar ação realizada pelo Estado

01/03/2024 - 14h08

Em entrevista à Rádio Araranguá, durante o programa Estúdio 95, o coordenador de Combate à Dengue, Télvio Botelho, e o fiscal de posturas da prefeitura, Vicente Marcon, trouxeram à tona a situação da dengue na cidade e as medidas urgentes adotadas para enfrentar o problema.

Vicente Marcon destacou a gravidade da situação ao revelar que, no plano de contingência elaborado, foram identificados 10 casos que exigem atenção imediata, especialmente relacionados a pessoas em situação de rua. A notificação dos proprietários e a decretação da situação de emergência, realizada na última sexta-feira, buscam mobilizar a população e reforçar a importância das precauções nas residências.

“Só nessa semana, realizamos 22 notificações. Temos muitas pessoas que possuem imóveis em Araranguá, porém residem fora. Essas precisam cuidar de seus imóveis, porque há água acumula e a proliferação do mosquito aumenta. São muitas casas abandonadas”, alertou o fiscal Vicente Marcon.

O coordenador Télvio Botelho explicou os critérios para a inclusão de uma ação no plano de contingência. “Havendo depósito, tampinhas e sujeira, já se caracteriza a condição para o mosquito. Nossa equipe se desloca até as residências e fiscaliza, existindo a condição, entra em nosso plano”.

Botelho ressaltou que o decreto de situação de emergência não se deve à presença do vírus no município, mas sim para reforçar as ações realizadas pelo Estado. “O decreto veio para reforçar a ação realizada pelo Estado. Com isso, conseguimos fazer as ações de forma mais ágil. Esse decreto possibilita nossas ações”.

Diante da ausência de transmissões locais do mosquito, o coordenador enfatizou a importância do engajamento da comunidade nas ações preventivas. A mobilização se faz necessária para evitar a proliferação do Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue.

Com a declaração de situação de emergência, espera-se que as medidas adotadas pelo município sejam ainda mais eficazes na prevenção e controle da dengue, fortalecendo a resposta às condições que propiciam a proliferação do mosquito transmissor. A conscientização da população sobre a importância de cuidar de seus imóveis e eliminar possíveis criadouros é fundamental nesse esforço conjunto contra a doença.