Geral Casan avança com plano de instalação de reservatórios de água em Maracajá

Casan avança com plano de instalação de reservatórios de água em Maracajá

12/02/2024 - 13h57

Após uma série de desafios logísticos e ajustes de localização, a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), está avançando com os planos para a instalação de dois novos reservatórios de água no município de Maracajá.

Em entrevista à Rádio Araranguá, durante o programa Estúdio 95, apresentado por Lucas Casagrande, autoridades locais expressaram sua satisfação com o progresso das obras. O vereador Valmir Carradore e o presidente da Câmara de Vereadores, Alex Cichela, compartilharam detalhes sobre os problemas enfrentados e os próximos passos do projeto.

Inicialmente, estava previsto que um dos reservatórios seria construído no Espigão Grande, uma área estratégica para o abastecimento de água. No entanto, após uma sondagem detalhada, ficou claro que o solo não seria capaz de suportar a estrutura, levando à necessidade de revisão do plano original.

Valmir Carradore explicou: “Teríamos no Espigão Grande esse reservatório de 500 metros cúbicos, mas devido a sondagem que foi efetuada, foi constatado que se fosse instalado naquele local, o terreno não suportaria e afundaria. Com isso, está em estudo para que seja feito no local, ou em outro local a instalação. Mas será realizado, porque essa comunidade precisa com urgência”.

Diante dessa situação, a nova localização foi determinada: o reservatório de 500 metros cúbicos será instalado atrás do Colégio Manoel Gomes Baltazar, atendendo às necessidades da comunidade e garantindo um abastecimento eficiente de água.

Para o presidente da Câmara de Vereadores, Alex Cichela, a notícia é motivo de comemoração: “Começamos a semana com uma notícia boa, que é a construção desses reservatórios. Essas obras são de extrema importância, porque mostram que se estivermos em cima e pressionar, a gente consegue as coisas. Acredito que a parte do município será realizada. Enquanto essa obra não sair do papel, estaremos lutando e cobrando”.

A Casan estima que a instalação dos reservatórios levará cerca de quatro meses para ser concluída. “Estaremos fiscalizando diariamente. A nossa parte será feita para que essa obra saía. Vamos cobrar para que termine o quanto antes”, finaliza Valmir.