Segunda-feira, 23 de Julho de 2018

 

(Saulo Machado)

Saulo Machado quarta feira 26 08 2014.

27 de Agosto de 2014


“O ontem não é seu para recuperar, mas o amanhã é seu para ganhar ou perder. O dia de amanhã ninguém usou. Pode ser seu”. (Pagano Sobrinho)

Contas podem sofrer sequestro

A situação da prefeitura de Araranguá em relação a precatórios e a dívida com a massa falida do Banco Santos, é preocupante e exige reação. São R$ 8 milhões em precatórios, mas que podem ser parcelados, e mais R$ 13 milhões do empréstimo contraído ainda na administração do ex – prefeito Neri Garcia do PMDB, que não foi pago. Foram muitos anos com o banco buscando na justiça o pagamento, sem sucesso. Agora a bomba estoura e o refeito Sandro Maciel pode ter que acordar a qualquer dia com o sequestro da conta do Fundo de Participação dos Municípios, e do retorno do ICMS.

Maiores contas

Na verdade, além do não pagamento, a irresponsabilidade foi tanta, na época daquela administração, que a garantia apresentada foram exatamente as duas maiores contas em termos de arrecadação do município. Sem o que recebe do Fundo de Participação dos Municípios, e o retorno do ICMS, a administração não terá dinheiro nem para pagar a folha do funcionalismo, muito menos, cumprir outros sérios compromissos com novos investimentos.

Inconstitucional

Nas duas primeiras instâncias em que o caso foi discutido na justiça, houve o entendimento de que apresentar as duas contas como garantia, permitindo o sequestro, ou seja, sacar todo o dinheiro depositado até quitar a dívida, seria inconstitucional. O problema é que em última instância, a decisão foi contrária, o que permite ao banco sacar o que estiver nas duas contas.

A situação

Informação de bastidor, dá conta de que o prefeito teria folego para pagar uma folha, caso o banco Santos comece a sacar o dinheiro das duas contas. O problema é que senso a dívida em torno dos R$ 13 milhões, levaria de 3 a 4 meses para saldar o débito, deixando a administração numa situação realmente calamitosa.

Uma saída

Uma saída estudada pela administração é contestar os juros, mas não existe muita esperança que dê certo.

Vida que segue

Mesmo om este grande e grave problema a ser enfrentado, o prefeito Sandro Maciel toca sua administração abrindo a licitação para o estacionamento Zona Azul. Além dos precatórios, e da conta com o Banco Santos, o estacionamento Zona Azul é mais uma herança que restou para a atual administração. Até hoje, apenas se discutiu, mas não se avançou para a implantação do novo serviço. Agora o dia 12 de setembro está marcado como o dia em que as propostas das empresas interessadas serão abertas. Assim, se dá encaminhamento para a resolução de mais um grande problema que se arrastou anos a fio.

Vai melhorar

Outra boa intenção do prefeito é contratar uma empresa que vai cuidar da limpeza e embelezamento das ruas mais ao centro da cidade e das principais avenidas. A intenção é recomeçar a plantar flores nos canteiros centrais e fazer com que a cidade fique mais atrativa para quem vive aqui e para que nos visita. Assim que a empresa for contratada, através de licitação, os detentos do presídio Regional de Araranguá, que hoje atuam neste setor, serão deslocados para os bairros da cidade. Assim, espera-se que a limpeza da cidade seja feita de forma mais eficiente.

Vai comprar

Já em relação ao segundo rebocador para a balsa que faz a travessia do rio Araranguá no Morro dos Conventos, o prefeito vai encaminhar de outra forma. Como a licitação já foi aberta duas vezes e nenhuma empresa apareceu para negociar, outra modalidade será definida. Certeza mesmo é que existe decisão do governo municipal em comprar um novo rebocador, para resolver de uma vez os problemas de paralisação dos serviços para a manutenção do único rebocador que a prefeitura tem e que já é bastante velho.

Sete carros e móveis

Outro excelente investimento é a compra de sete veículos zero quilometro e móveis novos para a saúde. Em relação aos automóveis já foi publicado o aviso de licitação, na modalidade de pregão presencial. A abertura dos envelopes também ocorrerá no dia 29, só que a partir das 9h, na sala de reuniões do Departamento de Licitações, na prefeitura. Ainda hoje as 9 horas acontece a inauguração da reforma e ampliação da Unidade Básica de Saúde que serve aos bairros Mato Alto e Lagoão.

Vergonha continua

Parece mesmo que nossa região não tem representantes com peso suficiente para mudar o que precisa ser mudado. Ontem, retornando do Rio Grade do Sul, reparei que o acesso a Araranguá continua como foi deixado pelo DNIT. Uma vergonha, você vem andando na duplicação, de repente vê a placa, mas só vê o acesso mais adiante, porque ali existe uma baixada. Mesmo sabendo, quase acabei rumando para Maracajá, porque é exatamente isto que faz o que deveria ser um acesso a cidade. Daqui para Sombrio então, chega às raias do ridículo. O cidadão tem que se virar nos 30 para decidir e entrar a esquerda, mas subindo o elevado, porque, caso contrário, também vai para Maracajá. Outra vergonha.

A vinda da Havan

O anuncio da vinda de uma unidade das lojas Havan para Araranguá preocupa comerciantes. Ao mesmo tempo em que querem o progresso da cidade, tem medo de que a loja possa prejudicar os comerciantes já instalados no município. Realmente a preocupação tem fundamento, uma vez que o poder de fogo da Havan é grande, e por comprar em maior quantidade, deve obter menor preço. Além disso, o cidadão vai encontrar num só lugar uma variedade de produtos nunca visto antes na região, além do lazer. Decididamente foi-se o tempo em que se abria uma porta e esperava o cliente chegar. Os tempos são outros e quem não se adequar, pode ficar fora do mercado.

Previsão do tempo

Ronaldo Coutinho

Ouvir

Sua reportagem

Tem uma reportagem? Uma notícia de última hora? Envie para a Rádio Araranguá.

Envie sua reportagem

Colunistas

Repórter 1290

Por Lucas Casagrande

Acessar

Policial

Por Karin Mariana

Acessar

Esportiva

Por Jairo Silva

Acessar

Política / Geral

Por Saulo Machado

Acessar