Segurança Defesa Civil e secretaria de Obras de Araranguá enfrentam desafios após intensas chuvas

Defesa Civil e secretaria de Obras de Araranguá enfrentam desafios após intensas chuvas

13/05/2024 - 07h59

Equipes agem rapidamente para lidar com inundações e realocar famílias afetadas

O domingo, dia 12 de maio, foi marcado por uma intensa atividade para a Defesa Civil e a secretaria municipal de Obras de Araranguá. Desde a madrugada, por volta das 4h, as equipes enfrentaram um cenário desafiador, com o fechamento da comporta no bairro Barranca devido ao volume intenso de água que descia pelo Rio Araranguá.

As chuvas torrenciais dos dias 10 e 11 resultaram em um acumulado de 214 milímetros, o equivalente a cerca de três meses de chuva em apenas 48 horas. Esse fenômeno causou o transbordamento do Rio Araranguá, invadindo áreas suscetíveis a alagamentos não apenas no bairro Barranca, mas também na localidade de Baixadinha. Além disso, outros pontos da cidade, como Polícia Rodoviária, Caverázinho, Jardim Cibele, Urusanguinha e Santa Catarina, também foram afetados pelas inundações.

As equipes da Secretaria de Obras e da Defesa Civil foram prontamente acionadas e atuaram rapidamente para minimizar os danos. Realizaram inspeções constantes ao longo do Rio Araranguá e em encostas de morros, visando prevenir deslizamentos e garantir a segurança da população.

A situação se tornou ainda mais crítica com o desalojamento de várias famílias do bairro Barranca. A Defesa Civil, liderada pelo Coordenador Municipal André Zanette, coordenou as operações de resgate e realocação. Até o momento, 12 famílias, totalizando 45 pessoas, foram abrigadas no Ginásio de Esportes Padre Ézio Julli, onde recebem assistência da Secretaria de Saúde e Assistência Social do município.

A população é alertada para evitar áreas alagadas e abster-se de viagens desnecessárias para outros municípios. Um canal próximo à barra, aberto no ano anterior, tem desempenhado um papel crucial na contenção do aumento do Rio Araranguá, que atingiu 2,60 metros acima do leito normal na última medição às 3:28 da manhã de hoje, dia 13.