Geral Há 34 anos o Sul do estado não registrava um frio tão intenso

Há 34 anos o Sul do estado não registrava um frio tão intenso

10/07/2024 - 06h53

A região do Extremo Sul Catarinense está enfrentando temperaturas mínimas extremas neste inverno. De acordo com o meteorologista Ronaldo Coutinho, desde 1990 não se registrava um frio tão intenso na região. Em Araranguá, a temperatura máxima registrada foi de 11 graus.

Para nevar, falta ocorrer o fenômeno ‘Frio em Altura’, explicou Coutinho. “Para ter neve, teria que ter trovoada, que ocorre quando há convecção térmica, onde nuvens altas alcançam 6 km de altura, registrando uma camada de 10 graus negativos e formando flocos de neve que chegariam inteiros na superfície, que está muito fria”.

O tempo segue com céu nublado, chuva e períodos de melhora. As temperaturas podem chegar a máximas de 15 graus nos próximos dias, mas o frio continuará intenso até a próxima semana. “Este frio não é comum. Desde 1990 não temos um frio tão intenso”, afirmou Coutinho.

O meteorologista ressalta uma leve elevação na temperatura, se comparada aos dias anteriores. “Nesta quarta-feira, dia 10, a temperatura seguirá baixa, entre 8 e 9 graus, com possibilidade de atingir 15 graus à tarde. Na quinta-feira, o frio persiste pela manhã e não esquenta muito à tarde, podendo haver chuva já pela manhã. Na sexta-feira, há chance de chuva intermitente com períodos de melhoria”.

Para o fim de semana, Coutinho prevê. “No sábado, o tempo melhora pela manhã, com maior chance de chuva entre a tarde e à noite. No domingo, pode haver chuva a qualquer hora com períodos de melhora. Embora a intensidade do frio diminua, ele continuará presente”, concluiu.