Geral Ilhas será cenário de destaque em longa metragem

Ilhas será cenário de destaque em longa metragem

22/02/2024 - 13h38

Araranguá será cenário de destaque em longa-metragem, as gravações ocorrem em Ilhas, e começam no dia três de março, o filme fará um registro das paisagens da comunidade e conta com a direção de fotografia de Marx Vamerlatti.

A sequência do filme, que será gravada no bairro de Ilhas, conta a história de um artesão de Araranguá, especialista em confeccionar as tradicionais bonecas de palha da localidade.  Em busca da sua independência, Amadeu, se muda para Florianópolis. De repente, se vê envolvido em uma trama que traz consigo uma disputa internacional que implica no controle geopolítico do planeta.

“Amadeu e a Madeira” é uma comédia de ação baseada no livro que leva o mesmo nome. Este roteiro de cinema pode ser adquirido na Amazon, seja de forma física ou digital. O autor e diretor desta obra é o cineasta Luiz Fernando F. Machado, que trabalha com a metodologia da Companhia Boanova Cinema Regional Ltda® intitulada “Estética da Sopa de Pedra”.

Esta metodologia de cinema de práxis popular se caracteriza pela integração e formação de pessoas da comunidade na realização de obras cinematográficas “Quando fizemos o filme “Albertina” em Imaruí, integramos aproximadamente 3 mil pessoas, esperamos que desta vez que em Araranguá possamos integrar em torno de 500 populares da região” expressa Machado com bastante entusiasmo. Albertina, foi exibido em vários festivais ao redor do mundo, recebeu dezenas de prêmios e atualmente se encontra disponível em plataformas de streaming como Amazon Prime.

O apoio Logístico será realizado pela Prefeitura Municipal de Araranguá, junto com outras instituições como: Detran Araranguá, Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil e o Departamento de Cultura e de Turismo do município, esta sinergia entre as instituições locais é organizada para  proporcionar a segurança necessária durante as gravações.  Este projeto cinematográfico é apoiado pelo Governo do Estado de Santa Catarina, pela Fundação Catarinense de Cultura e pelo Prêmio Catarinense de Cinema.

Vamerlatti realça a importância para a comunidade de Araranguá, de participar das gravações “Pode ser um estímulo para os jovens, assim como foi para mim nos 80-90, acredito que nossa presença possa fazer com que jovens realizadores tenham interesse em trabalhar e estudar com cinema audiovisual” .

Link de cadastro para participação no filme:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeZqUeUp82JK8rLQnYdhMGYTc6c7RP1x8sDwYrHaVbQzP6-Cg/viewform?usp=sf_link3