Geral Maracajá planeja construção de unidade de saúde no bairro Vila Beatriz

Maracajá planeja construção de unidade de saúde no bairro Vila Beatriz

10/03/2023 - 16h28

Devido aumento da demanda de pacientes no pronto atendimento da Vila Beatriz, a secretaria de Saúde de Maracajá, discute com a administração municipal, a possibilidade de abrir uma unidade de Saúde no local.

Em entrevista à Rádio Araranguá, o prefeito Anibal Brambila, e a diretora de Saúde, Michele Gonçalves, falaram sobre os planos que a administração tem para o local.

“Essa é uma discussão antiga. A demanda nesse pronto atendimento é muito grande. Nos últimos meses, os dados vêm aumentando, tivemos uma média de 1 mil atendimentos. Aquele cidadão que sofreu uma queda, se machucou gravemente deve ir até o pronto atendimento, porém hoje, o relatório nos mostra que a maior parcela desse aumento, não é para casos como esses, mas para agendamentos. Sendo esse, um serviço de unidade da saúde, não do pronto atendimento”, ressaltou Michele.

Riscos

“Corre o risco de o pronto atendimento estar lotado de pessoas com problemas simples (pulseira verde), como já aconteceu, e chegar um paciente com começo de infarto, onde a princípio, sente apenas algum desconforto, de repente ele tem um eletro alterado e está aguardando aquele povo todo ser atendido. Talvez não conseguiremos salvar em tempo hábil aquele paciente. O serviço do pronto atendimento é direcionado as pessoas com problemas graves, que necessitam de um atendimento urgente”, explicou a diretora.

Solução

“A solução é abrir uma unidade de saúde básica na Vila Beatriz, das 7h às 16h. Como realmente é uma unidade de saúde, funcionando para o tipo de atendimento básico, voltado para o agendamento. O paciente vai lá, explica a dor que está sentindo há uma semana e a unidade agenda a consulta”, acrescentou Michele.

Unidade de Saúde

“No ano passado o município ficou em quinto lugar, em gastos na área da saúde. O idoso que gastava R$ 600 em remédios, hoje não gasta mais nada. O município está estudando para abrir esta unidade. Estamos entre, contratar por licitação ou nós mesmos contratarmos as pessoas. Esses profissionais são muito procurados e têm grande falta. Dentro de 5 meses estaremos organizados para abrir, mas faltam alguns ajustes. A abertura da unidade, não será o fechamento do pronto atendimento”, explicou o prefeito.

Farmácia “A intenção é levar a farmácia para a Vila Beatriz. Hoje a demora de espera na farmácia é de 40 minutos. Com a farmácia lá, o paciente não vai precisar sair da unidade e se deslocar até o centro, para retirar os remédios. A tendência será melhorar cada vez mais”, finalizou a diretora.