Geral Mazzuco Cine Foto Som: uma jornada de tradição e inovação em Araranguá

Mazzuco Cine Foto Som: uma jornada de tradição e inovação em Araranguá

12/04/2024 - 09h15

A Mazzuco Cine Foto Som, uma das empresas mais tradicionais de Araranguá, continua a ser um ponto de referência na cidade, combinando tradição e inovação ao longo de décadas de história. Com isso, o proprietário Eduardo Mazzuco, concedeu uma entrevista exclusiva à Rádio Araranguá, no programa 95.5 Entrevista, onde compartilhou um pouco sobre sua história.

Fundada há mais de cinco décadas pelo pai de Eduardo, a Mazzuco Cine Foto Som sempre teve como objetivo oferecer serviços de qualidade em fotografia e som, atendendo às demandas diversificadas da região. Desde sua fundação, a empresa tem sido um pilar na cidade, fornecendo não apenas serviços, mas também apoio e engajamento em eventos locais e iniciativas sociais.

“Há 57 anos meu pai veio para Araranguá para trabalhar em uma filial do meu tio. Na época, ele tocou essa filial por um tempo, até que decidiu empreender. Negociou com meu tio e comprou a loja dele. Me recordo que o pai dormia dentro da loja para poder economizar e dar continuidade ao empreendimento. Somos uma das mais antigas empresas da cidade”, destacou.

A jornada de Eduardo na empresa começou cedo, aos 12 anos de idade, quando começou a auxiliar seu pai nos negócios. Essa experiência precoce moldou sua compreensão do empreendedorismo e fortaleceu seu vínculo com a empresa. Ao longo dos anos, Eduardo assumiu diferentes papéis, desde o atendimento ao cliente até a gestão estratégica, enquanto buscava sua formação acadêmica em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), concluída em 1992.

“Desde muito jovem meu pai incentivava a gente a estudar e trabalhar. Com isso, passei nos estudos para UFSC, em Florianópolis. Quando chegava minhas férias, eu voltava para Araranguá, para trabalhar na loja. Sempre tive um bom convívio com meu pai. Durante esses anos aprendi muita coisa com ele. Principalmente a questão da honestidade. Me lembro de uma situação, onde o pai indicou uma pessoa para pegar dinheiro emprestado com um amigo e a mesma, não o pagou. Meu pai pegou o dinheiro dele e quitou a dívida. Ele disse que como ele tinha indicado, era justo ele pagar. São coisas que levo comigo para sempre”, ressaltou.

Além de seu compromisso com a empresa da família, Eduardo também desempenhou um papel ativo na vida pública de Araranguá, servindo na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), onde foi presidente no biênio 1999/2000 e vice-presidente em várias ocasiões.

“Após ter me formado, meu pai me enviava para as reuniões da CDL. Como participava, aprendi muita coisa, até chegar na direção da Câmara. Foi uma verdadeira escola, trabalhamos muito nesse período. Precisava gerir a entidade, separando da minha empresa. Quando ia pedir um patrocínio, era para a CDL, não para a Mazzuco. Na época, não tínhamos uma sala de reunião. Com isso, aproveitei minha gestão para alcançar a sala”, acrescentou.

Em uma era marcada por rápidas mudanças tecnológicas e tendências de mercado, a Mazzuco Cine Foto Som destaca-se por sua capacidade de se adaptar e inovar, mantendo-se relevante em um ambiente competitivo.

“Vivemos em uma era muito diferente de antigamente. A internet vem ganhando cada vez mais mercado. A questão de tributos impacta muito no valor do produto. Com isso, a concorrência acaba sendo desleal. Por isso, a necessidade de se adaptar. Nossa empresa vem evoluindo cada vez mais e se adaptando nesse contexto”, finalizou.

Confira a entrevista completa na íntegra: