Segurança Moradores registram esqueleto em cima do teatro Célia Belizária de Souza

Moradores registram esqueleto em cima do teatro Célia Belizária de Souza

18/01/2023 - 06h44

Incendiado em 9 de setembro de 2022, o teatro Célia Belizária de Souza segue sendo vítima de vandalismo. Moradores de prédios próximos ao local registram em imagens um esqueleto de laboratório em cima do local incendiado. O assunto chegou ao Major Jhorgenes Borges, comandante do Corpo de Bombeiros de Araranguá e ao engenheiro Jocilon Coelho, que respondia pela fiscalização de obras do Estado na região durante o mandato passado. Ele segue cotado para voltar ao cargo no atual mandato. O esqueleto deverá ser retirado, mas essa não é a primeira vez que o fato acontece.

“Conversei ontem com o Jocilon e a própria secretaria será a responsável pela retirada do esqueleto de laboratório. No mês de novembro já havia sido registrado algo semelhante”, afirmou o Major Jhorgenes Borges, do Corpo de Bombeiros, que creditou a vândalos a atitude. “Pessoal não têm o que fazer e foram fazer isso para chamar a atenção”, arrematou.

Já o engenheiro Jocilon Coelho afirmou que o teatro e o ginásio estão totalmente lacrados com alvenaria e que o esqueleto é da E.E.B Araranguá. “Já liguei para a empresa e eles devem subir pra retirar e guardar o esqueleto”, comentou.

Projeto está sendo desenvolvido

Com relação a restauração do espaço, Coelho esclareceu que o projeto já está sendo elaborado e que deverá ficar pronto até o final de março. “Foi dada uma ordem de serviço para uma empresa fazer o projeto em dezembro. Em princípio, o prazo era de 60 dias, mas a empresa pediu um aditivo de prazo de mais 60 dias e deverá entregar o projeto até o dia 31 de março”, explicou.

Após a entrega do projeto, a secretaria de estado da Educação poderá licitar a restauração do teatro, porém o recurso para a obra ainda não está assegurado.