Segurança Município de Araranguá elabora Planos de Contingência de Prevenção e Combate à Dengue

Município de Araranguá elabora Planos de Contingência de Prevenção e Combate à Dengue

23/02/2024 - 15h37

O governo de Santa Catarina decretou emergência epidemiológica pela dengue. Em 2024 foram contabilizados aproximadamente 17,6 mil casos prováveis da doença, alta de 650% em relação ao mesmo período de 2023. Oito mortes foram confirmadas.

Nesta quinta-feira, o Estado disponibilizou a primeira remessa da vacina contra a dengue, com 15 mil doses. O material foi destinado para crianças de 10 e 11 anos, que residem nos 13 municípios do Norte de Santa Catarina, região mais afetadas pela doença. A escolha do público-alvo, feita pelo Ministério da Saúde, levou em consideração a quantidade limitada de doses nesta primeira etapa.

Em Araranguá, com início do Alerta Vermelho, a Prefeitura, por meio de estratégias operacionais orientadas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC), continua realizando ações, incluindo vistorias, monitoramentos, fiscalizações, orientações, constante qualificação dos profissionais e elaboração de relatórios, etc.

Na manhã desta quinta-feira, uma reunião definiu a estratégia para implantação do Plano Municipal de Contingência.  As 295 prefeituras e a Secretaria de Estado da Saúde têm prazo de 15 dias para enviar ao Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC). O encontro realizado no auditório do SAMAE, contou com a participação de representantes da Vigilância Sanitária, Vigilância Epidemiológica, Secretaria de Saúde, Secretaria de Obras, Secretaria de Educação, Secretaria de Finanças, coordenação da Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h), coordenação do Pronto Socorro (PS) e da Sala de situação Multisetorial Para Enfrentamento da dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

O coordenador do Programa de Controle a Dengue de Araranguá, Télvio Júnior, pondera que a população também deve colaborar com esta verdadeira força-tarefa: “Algumas ações básicas, como verificar se a caixa d’água e as lixeiras estão bem tampadas, colocar areia nos pratos das plantas, cobrir todos os reservatórios de água, entre outras atitudes que impeçam a proliferação do mosquito transmissor, são necessárias”.

Em nível municipal foram constatadas 18 notificações de suspeita da dengue, 5 casos confirmados importados (contraídos fora do município), 13 casos descartados, 54 focos registrados.  Além disso, o controle de combate à dengue possui uma rede com 250 armadilhas instaladas em diversos pontos do município.