Política Parque Ecológico de Maracajá entra no Sistema Nacional de Unidades de Conservação

Parque Ecológico de Maracajá entra no Sistema Nacional de Unidades de Conservação

10/06/2024 - 10h45

Através de uma lei aprovada pela vereadora Edilane Rocha Nicolete, o Parque Ecológico de Maracajá foi inserido no Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), uma iniciativa que abre portas para novos recursos e investimentos no município. A vereadora detalhou o processo e os benefícios desta inclusão em entrevista ao programa Estúdio 95, da Rádio Araranguá, apresentado por Lucas Casagrande.

Edilane destacou a importância da inserção do Parque Ecológico no SNUC, um passo crucial para a reestruturação e captação de recursos. “Estamos sempre trabalhando para reestruturar, para que o município possa receber um aporte maior de recursos. Muitas vezes, perdemos por não estarmos adequados às leis que nos competem. O Parque Ecológico não estava inserido no sistema, e agora está em fase final de aprovação, faltando apenas a última aprovação em Brasília. Com isso, o município fica apto a receber novos recursos e o parque terá seu próprio CNPJ”, explicou.

Desenvolvimento regional e recursos

A regularização permite a distribuição de recursos compensatórios para entidades cadastradas no SNUC. Edilane enfatizou a importância destes recursos para o desenvolvimento regional, especialmente no setor turístico. “Queremos que esses recursos fiquem aqui. O turismo é uma grande fonte de desenvolvimento regional. O parque continuará sendo da prefeitura, mas terá um novo CNPJ, desvinculando-se do da prefeitura”, ressaltou.

A vereadora também comentou sobre o impacto econômico e a necessidade de adequações administrativas no município. “Esses recursos ajudarão no desenvolvimento de indústrias e comércios. Empresas que virão para Maracajá terão um desenvolvimento muito forte. Nosso município está atrasado em termos de cargos e reformas administrativas. Algumas mudanças foram feitas, mas ainda falta muito. Maracajá precisa estar apto e provedor da infraestrutura para que as empresas fiquem aqui e chamem outras”, enfatizou.

Novidades no Parque Ecológico

Além da inclusão no SNUC, o parque está prestes a receber um recinto imersivo, que está em processo de licitação. “Para quem conhece o parque, as aves hoje ficam em um espaço bem reduzido. Este será um espaço onde o visitante poderá entrar e ficar dentro do próprio viveiro de aves. Será uma inovação muito bacana, atraindo muitos turistas para o nosso parque. Serão para todas as aves brasileiras que podem viver juntas”, afirmou a vereadora.