Polícia Civil de Araranguá fecha fábrica clandestina de álcool 70%

Polícia Civil de Araranguá fecha fábrica clandestina de álcool 70%

Na tarde desta terça-feira, dia 24, uma ação conjunta da Polícia Civil de Araranguá, com apoio da Vigilância Sanitária Estadual, fechou uma fábrica clandestina de álcool 70% e demais produtos de limpeza.

Segundo apurado pela reportagem, a Vigilância Sanitária Estadual recebeu uma denúncia de que um estabelecimento comercial localizado na SC 447, próximo ao trevo das praias, no bairro Jardim das Avenidas, em Araranguá, estava vendendo álcool líquido 70% sem procedência.

Por volta das 16 horas, equipes de policiais civis da Central de Plantão Policial, 1ª DP e Delegacia Regional, coordenados pelo delegado Jair Pereira Duarte, com apoio da Vigilância Sanitária Estadual, foram ao mini mercado onde encontraram e apreenderam 10 litros de álcool líquido 70% sem procedência posto à venda, além de fogos de artifício, sendo dois crimes contatados e o proprietário preso em flagrante pelos crimes ambiental (Lei 9.605) e crimes contra a ordem tributária, econômica e contra as relações de consumo (Lei 8.137).

Durante os trabalhos, policias civis e agentes da vigilância foram até o fornecedor do álcool, uma residência localizada no bairro Jardim das Avenidas, onde funcionava a fábrica clandestina de álcool 70% e demais produtos de limpeza como detergente, água sanitária, entre outros.

No local um casal foi preso em flagrante pelo crime previsto no Artigo 273 do Código Penal - Art. 273 1B I: Corromper, adulterar ou falsificar substância alimentícia ou medicinal destinada a consumo, tornando-a nociva à saúde.

Na residência os policiais encontraram aproximadamente 150 litros de álcool 90% (o qual seria diluído em água para chegar próximo da concentração de 70%), aproximadamente 80 litros de álcool 70% (falsificados), além de galões de produtos de limpeza produzidos no local.

Todos os envolvidos foram conduzidos à Central de Plantão Policial de Araranguá.

 

Por - Karin Mariana