Política Presidente da Amesc faz balanço do ano e aponta conquistas importantes para a associação

Presidente da Amesc faz balanço do ano e aponta conquistas importantes para a associação

26/12/2023 - 15h44

Após um ano atípico em Santa Catarina, inúmeros municípios registraram perdas significativas devido às fortes chuvas. Apesar dos entraves, a região do Extremo Sul Catarinense segue registrando avanços significativos. Dentre eles, uma possível retomada do consórcio de saúde CisAmesc, que vem sendo recuperado pelo atual presidente da Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (Amesc), Almides Roberg. Além disso, o presidente que também é prefeito do município de Santa Rosa do Sul, realizou um balanço das ações desenvolvidas durante o ano.

“Nossa associação é muito forte e organizada no Estado. Temos gestores comprometidos. Avançamos em um todo, com destaque para a Saúde, principalmente com respeito a alta complexidade. Nossa economia também foi muito movimentada”, destacou Almides.

No cenário político, o prefeito e presidente da Amesc, ressalta a união e o comprometimento dos gestores municipais, em prol do desenvolvimento da região. “Existe um amadurecimento na classe política. Temos dois deputados da nossa região, lutando na Assembleia. Com isso, os prefeitos vêm se unindo e trabalhando juntos pelo crescimento da região e dos municípios. São muitas obras que estão avançando, graças ao trabalho conjunto”.

CisAmesc

Em se tratando da Saúde, Almides dá detalhes de como vem avançando a retomada do CisAmesc, consórcio que se encontrava em situação precária, com dívidas acumuladas em aproximadamente R$ 24 milhões. “O consórcio estava um caos, com praticamente R$ 24 milhões em dívidas. Hoje, nossa realidade é outra. Ainda falta um passo, que é um crédito de R$ 2 milhões, mas temos apenas R$ 7 milhões de dívidas. O que antes beirava os 24, hoje está em sete. Nossos avanços são significativos. Acredito que muitas dívidas serão quitadas nesse novo ano. Já estamos sendo requisitados para voltar com os serviços, projeto que estamos observando. Somente com as mensalidades estamos dando um jeito, se tivermos um aporte financeiro, os avanços serão ainda maiores. Vale ressaltar meus agradecimentos ao CisAmrec, que neste período, ajudou e muito, nossos municípios”.

Presidência da Amesc

De olho nas eleições, o atual presidente da Amesc, diz existir um acordo político para a posse de um novo presidente para a Associação. “Temos um acordo político. Na retomada em janeiro, existe um compromisso em que o Partido Liberal (PL), assumirá o próximo ano. Vamos aguardar a manifestação do partido, para que possamos conduzir dentro dos parâmetros, buscando sempre melhorar”.

Balanço da gestão municipal em Santa Rosa do Sul

De acordo com o prefeito, o município sentiu em muito, o impacto das trocas de governo e dos eventos climáticos que atingiram a região. Para Almides, apesar dos emblemáticos percalços, a administração está conseguindo finalizar o ano com suas dívidas zeradas.

“Tivemos situações bastante pertinentes, principalmente com as trocas de governo e presidência. Isso nos remeteu a um ano mais difícil. Nos primeiros dois anos, conseguimos R$ 45 milhões de investimento. Com isso, algumas obras vinham sendo concluídas. Ainda ficamos com um saldo a receber do Estado, que de R$ 7,5 milhões, recebemos R$ 2 milhões para encerrar um convênio. O tempo atrapalhou muito nossas obras. Tivemos muitos agricultores com perdas significativas. Faltam poucos dias para encerrar o ano, acredito que conseguiremos pagar nossas contas. Vamos zerar nossas dívidas e passar a chave para o ano que vem”.

Projeto do Parque

Visando o turismo da cidade, o prefeito atualiza a situação que se encontra a obra do Parque do município. “A primeira etapa está acontecendo, onde recebemos uma parte dos recursos do governo do Estado, e agora estamos aguardando a programação do Estado para terminar as pavimentações, iluminação e ciclovia. O sonho é avançar, mas as vezes precisamos adiar nossos sonhos. Vamos aguardar que o governador compre a nossa ideia, e que nos envie a segunda parte dos recursos, que beiram os R$ 5 milhões. Queremos avançar no turismo”, finalizou.