Geral Representantes de entidades e políticos debatem a permanência da Receita Federal em Araranguá

Representantes de entidades e políticos debatem a permanência da Receita Federal em Araranguá

17/06/2024 - 17h36

Uma portaria que determina desativação da agência da Receita Federal de Araranguá, segue preocupando a sociedade. Em reunião realizada na sede da Associação Empresarial do Vale do Araranguá, Aciva, nesta segunda-feira, 17, representantes de entidades e políticos debateram o tema. Édio Kunhasky, presidente da Aciva se diz preocupado com a situação. “Hoje nos reunimos aqui para resolver este problema que nos pegou de surpresa novamente, a exemplo do ano passado que também havia uma data publicada para o fechamento da agência. E depois de todo um movimento, um trabalho em equipe regional, conseguimos que essa data ficasse fora do radar. Porém com essa nova portaria que coloca o encerramento para o dia 31 de dezembro de 2024, fez com que nos reunimos de novo para debatermos a importância da manutenção da agência na cidade”, comenta o presidente.

Nesta primeira reunião ideias e ações foram tratadas, sendo os principais atos: a união de forças, o compromisso dos vereadores de buscar ajuda junto aos parlamentares, e também foi sugerido a ida até Curitiba onde fica a Superintendência da Receita Federal, e até mesmo à Brasília. O vice-prefeito de Araranguá, Cristiano Costa, o Tano, destaca que a agência atende diversas cidades. “O município de Araranguá está em conjunto com as entidades para resolver este problema. Lembrando que a agência atende toda região, não tem cabimento um cidadão lá de Jacinto Machado ter que ir até a Capital para ser atendido presencialmente pela Receita Federal”.

A próxima reunião já tem data para acontecer, será no dia 24 às 14 horas na sede da Aciva.