Esportes “Se não começar, não vai voltar nunca mais”, diz presidente da Uama sobre a Olibar em Araranguá

“Se não começar, não vai voltar nunca mais”, diz presidente da Uama sobre a Olibar em Araranguá

12/06/2023 - 14h36

A famosa e tradicional Olímpiada dos Bairros (Olibar), que seria realizada de 21 de outubro a 4 de novembro em Araranguá, corre o risco de não acontecer. De acordo com o presidente da União de Associações dos Moradores de Araranguá (Uama), Roberto Rebelo, existe uma parte das associações dos moradores interessada na realização das competições e outra não. Com isso, será realizada uma reunião na terça-feira, 20, da semana que vem para decidir o futuro da competição.

Em entrevista à Rádio Araranguá, no programa Dia a Dia, apresentado por Saulo Machado, Roberto Rebelo, falou sobre os preparativos para a Olimpíada dos Bairros.

“Dia 20 será a reunião final, que tratará da quantidade de modalidades, como será procedida e se será realizada. Existe uma parte das associações interessada e outra não. Temos esse interesse, trabalhamos para isso, mas vamos respeitar o que a maioria decidir”, explicou o presidente.

Roberto ressaltou que houve uma redução no número de modalidades devido algumas comunidades não demonstrarem interesse em participar. “Realizamos um levantamento das modalidades que poderiam ser feitas e que quase todas as associações participassem. Tivemos algumas associações que não se manifestaram e nem se prontificaram a participar. Achamos que para ter essa retomada da Olibar mesmo, não necessariamente precisamos começar com 30 modalidades como estava proposto, mas começaremos com 15 se for o caso”.

O presidente acrescentou ainda, que caso não aconteça a competição, dificilmente será retomada nos próximos anos, mas finalizou afirmando que não vai desistir. “Se não começar, não vai voltar nunca mais, infelizmente. Porém, não vamos desistir, vamos continuar persistindo para que aconteça. Ainda que seja de uma forma reduzida, mas que aconteça”.