Esportes Trabalho, treino e competições: a rotina de Raidan, que mesmo com suas dificuldades, através do Jiu-jitsu, coleciona medalhas por onde passa

Trabalho, treino e competições: a rotina de Raidan, que mesmo com suas dificuldades, através do Jiu-jitsu, coleciona medalhas por onde passa

18/04/2023 - 15h24

O município de Araranguá tem sido bem representado nas artes marciais por onde passa. Com grandes lutadores, o Jiu-jitsu, não para de evoluir na região. Raidan Paulo é prova disso. O atleta foi ouro na categoria Half Guard, bronze no Absoluto, ouro na Copa Prime Evolution, 1° Etapa do Circuito Estadual de Jiu-Jitsu, em Porto Alegre, e bronze na Copa Prime Evolution.

No último domingo 15, o atleta disputou a tradicional Copa Prime Evolution, onde conquistou a medalha de bronze.

Em entrevista à Rádio Araranguá, no programa As Esportivas, apresentado por Jairo Silva e Dejair Inácio, Raidan falou sobre o crescimento do esporte, suas competições e a expectativa para o futuro.

“Neste sábado, 22, estarei participando do Desafio Faixa Azul, na academia do Palhuca. Estamos em 16 atletas na categoria e o desafio vale R$ 1 mil para o campeão. Participei da Copa Amesc e me destaquei. A competição teve 4 etapas e nessas, conquistei uma prata e um bronze, o resto tudo ouro”, ressaltou Raidan.

Dificuldades

Ser atleta não é tarefa fácil. A dedicação exclusiva quase nunca é possível. Raidan treina o máximo que pode, mas precisa conciliar com o trabalho, para buscar o sustento diário. “Muitas competições mais distantes, como em Florianópolis, eu não consigo ir devido ao trabalho. No último campeonato que participei, eu só conquistei a medalha, fui para a casa, tomei um banho, descansei um pouquinho e já fui trabalhar”, finalizou Raidan.