Política Transporte público gratuito: Saulo Machado comenta sobre novidade em Araranguá

Transporte público gratuito: Saulo Machado comenta sobre novidade em Araranguá

03/01/2024 - 14h10

Após 13 anos com o transporte coletivo sendo fornecido em situação precária, a administração de Araranguá alcança um importante marco para a cidade, o transporte público gratuito e com muitas melhorias. O contrato foi assinado com a empresa Viação Cidade, vencedora do processo licitatório, no valor de aproximadamente de R$ 3,9 milhões.

Com isso, os araranguaenses podem desfrutar de tarifa zero, tornando o transporte público acessível a todos os cidadãos. A iniciativa visa não apenas facilitar o deslocamento diário, mas também contribuir para a promoção da mobilidade urbana e qualidade de vida na região.

Além da gratuidade, a Administração Municipal assegurou que o serviço contará com avançados sistemas de monitoramento, incluindo GPS, satélite, GSM, GPRS e mapas. Essa tecnologia permitirá um acompanhamento preciso e eficiente das operações de transporte, garantindo segurança e eficiência aos usuários.

Diante da novidade, o experiente jornalista Saulo Machado, atuante de segunda à sexta-feira, no programa Dia a Dia, da Rádio Araranguá, expressou seu comentário com o transporte gratuito na Cidade das Avenidas.

“O transporte coletivo gratuito está em fase experimental, de adaptação. A partir de agora, quem for usuário, deverá falar com a prefeitura, auxiliando na adaptação de horários e linhas. Vale ressaltar que a cidade ficou 13 anos com uma empresa funcionando em situações precárias. O que na minha opinião é uma grande irresponsabilidade de administrações anteriores, que hoje está sendo corrigida”, destaca. 

O jornalista ressalta que a implementação do transporte gratuito na cidade, não está finalizada por inteiro, mas conta com a ajuda do cidadão para ser construída. “Não é algo que está terminado. A população que é que vai dizer quantos horários precisam e quais os melhores horários. Enfim, tudo isso será ajustado ao longo do caminho”.

Saulo destaca que com o transporte gratuito, o município caminha para a necessidade de um novo terminal urbano. “Nosso terminal não oferece as menores condições para o cidadão ficar esperando o ônibus. Sempre defendi que seja construído um terminal urbano junto a um intermunicipal, no antigo leito da BR-101. Onde os ônibus não precisarão entrar na cidade. Isso pode ser feito através de iniciativa privada. Nossa rodoviária está em um local inapropriado. Ônibus compridos entram na cidade e roçam nas rotatórias, gerando um trânsito que não precisaria entrar na cidade”.