Esportes Um dos maiores comentaristas esportivo do estado, Roberto Alves relembrou histórias marcantes de sua carreira no programa As Esportivas

Um dos maiores comentaristas esportivo do estado, Roberto Alves relembrou histórias marcantes de sua carreira no programa As Esportivas

20/04/2023 - 15h14

Nesta quinta-feira, 20, o programa As Esportivas, apresentado por Jairo Silva e Dejair Inácio, trouxe um dos maiores comentarista esportivo do estado, Roberto Alves, o (Bob). Nesse bate papo proveitoso, o comentarista relembrou momentos marcantes em sua carreira.

“São 66 anos de profissão. Comecei como operador de som em Florianópolis. Em uma semana virei sonoplasta, por conta disso, fui para o Rio de Janeiro fazer curso. Em 1960, me tornei repórter de campo, após isso, virei redator até me tornar comentarista. Com isso, surgiu uma emissora de televisão em 1970 e eu apresentei o programa na época”, ressaltou Roberto.

A primeira narração

“Em 1972 aconteceu o jogo de Avaí e Santos de Pelé no estádio Adolfo Konder. Na época, não tínhamos narrador e perguntaram quem iria narrar, respondi, eu. Sem nenhuma experiência eu cometi minha primeira mancada na televisão. Foi o texto de um comercial que li errado. Com isso, fui aprendendo e estamos aí até hoje”, relembrou o comentarista.

Histórias

“Foram muitas histórias, estou com 82 anos e 66 de profissão. São muitas coisas para contar. Uma delas, foi quando eu apresentava o programa Os Comentaristas, entre 1980 até meados dos anos 90. Era eu, o Miguel Livramento e o Milioli Neto, a gente abria o programa e o Miguel não deixava dar muita sequência, porque ele já quebrava o pau na hora. O baixinho se esquentava fácil. Eu não perdia a oportunidade e o atiçava. O Miguel não gostava do jogador do Avaí, chamado Vila. Sabendo disso, eu falava que o Flamengo tinha contratado ele e daí começava a briga. Foram bons momentos, tenho muitas histórias para contar, iriamos a tarde toda”, finalizou Roberto