Geral Viação Cidade emite nota a respeito do transporte coletivo de Araranguá

Viação Cidade emite nota a respeito do transporte coletivo de Araranguá

28/11/2022 - 17h23

O imbróglio entre a Viação Cidade e a Prefeitura de Araranguá segue sem resolução. Em nota emitida nesta segunda-feira (28), a empresa expõe a situação de recuperação judicial, e declara que irá cumprir a decisão que a obriga em dar continuidade a prestação de serviço.  Informa também, que a empresa manteve sua atividade sem gerar prejuízos à população, mas que já acionou o departamento jurídico (Kern & Oliveira Advogados Associados) para providenciar medidas judiciais cabíveis para reverter a situação.

Confira a nota na integra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

VIAÇÃO CIDADE LTDA (em Recuperação Judicial), pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ 95.811.725/0001-76, com sede na Rua Coronel Apolinário Pereira, nº 426, sala 01, bairro Vila São José, município de Araranguá, Estado de Santa Catarina, vem, apresentar a presente nota de esclarecimento, cuja motivação se deu em razão de recentemente ter recepcionado informação acerca de decisão judicial proferida nos autos de nº 0900151-56.2018.8.24.0004, determinando-se a sua obrigatoriedade na prestação integral dos serviços de transporte público coletivo urbano de passageiros no município de Araranguá/SC.

Inicialmente, cumpre evidenciar que desde o ano de 2012, a empresa Viação Cidade Ltda vem trabalhando no prejuízo, e, embora por diversas vezes tenha intentado o restabelecimento do equilíbrio econômico, todas tentativas restaram inexitosas, frutos de reiteradas negativas do respectivo município.

Outrossim, faz-se necessário ainda, expor que a presente pessoa jurídica passa por recuperação judicial, e, busca a todo custo evitar um dano financeiro maior. Dado o presente cenário, a empresa decidiu por paralisar a prestação dos seus serviços, em razão de que, subsistindo o idêntico panorama, estar-se-ia diante de sua possível ruína.

Com efeito, intimada sobre decisão judicial que a obrigou em dar continuidade a prestação de um serviço social de competência do município, informa a empresa manteve sua atividade sem gerar prejuízos à população, entretanto, desde já, deixa-se registrado que o seu setor jurídico (Kern & Oliveira Advogados Associados) está providenciando as medidas judiciais cabíveis para combater essa decisão.