Geral Certificação de sementes de arroz: garantia de qualidade e conformidade na produção agrícola

Certificação de sementes de arroz: garantia de qualidade e conformidade na produção agrícola

05/02/2024 - 08h47

Em entrevista à Rádio Araranguá, no programa A Força do Campo, o engenheiro agrônomo e certificador de sementes de arroz, Eder Luiz Dal Toé, destacou a importância da utilização de sementes de qualidade na agricultura, especialmente no cultivo do arroz, uma das culturas mais relevantes para a economia agrícola brasileira.

O processo de certificação de sementes, como explicado por Dal Toé, é uma exigência do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que visa assegurar que todos os procedimentos estipulados pelas normativas governamentais sejam rigorosamente seguidos, desde o credenciamento dos produtores até a comercialização das sementes.

“Desde 2006, sou responsável técnico pela Associação e conduzo o processo de certificação dos produtores da região Sul de Santa Catarina”, afirmou Dal Toé durante a entrevista. Ele explicou que os produtores precisam passar por um processo de credenciamento no Ministério da Agricultura, demonstrando posse de equipamentos adequados e campos próprios para a produção de sementes. Após a inscrição desses campos junto ao Mapa, Dal Toé realiza vistorias para determinar se estão aptos para a produção.

“Os produtores que se dedicam à produção de sementes são altamente qualificados, o que reflete na qualidade das sementes e na alta taxa de aprovação dos campos que visitamos, em média 90%”, destacou o agrônomo.

Na região Sul de Santa Catarina, atualmente, existem 12 produtores certificados, um número que diminuiu ao longo dos anos devido a desistências e migrações para outras áreas. Cada produtor certificado possui em média de 20 a 50 cooperados, demonstrando o alcance e a relevância desse setor para a agricultura.

“As sementes de Santa Catarina têm uma reputação consolidada de qualidade, resultado do trabalho dedicado de produtores altamente qualificados. Estamos constantemente buscando inovações e novas tecnologias para garantir que os produtores desenvolvam as melhores sementes”, concluiu Dal Toé.

A certificação de sementes de arroz não apenas garante a qualidade das safras, mas também promove a segurança alimentar e a sustentabilidade no setor agrícola, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social das comunidades rurais.