Geral Cooperja lança oficialmente a 20ª Edição do Campo Agroacelerador em Jacinto Machado

Cooperja lança oficialmente a 20ª Edição do Campo Agroacelerador em Jacinto Machado

25/01/2024 - 09h29

Na localidade de Picadão, interior de Jacinto Machado, a Cooperja está prestes a realizar a 20ª Edição do Campo Agroacelerador nos dias 1, 2 e 3 de fevereiro. O evento, que se tornou um marco no setor agrícola, teve seu lançamento oficial nesta quinta-feira, 25, com a presença do presidente da Cooperja, Vanir Zanatta.

Em entrevista à Rádio Araranguá, Zanatta compartilhou suas expectativas para a edição deste ano, destacando o notável crescimento do campo ao longo das últimas duas décadas. “Nosso campo está crescendo cada vez mais. Em 20 anos mudamos muito. Antigamente quando começamos, só pensávamos em arroz. Hoje, a Cooperja é sinônimo de diversificação, abrangendo culturas como milho e soja, além da incorporação de tecnologias inovadoras como drones e máquinas”, afirmou o presidente.

Zanatta enfatizou que o objetivo da Cooperja vai além da produção de arroz, buscando destacar a capacidade produtiva da região Sul de Santa Catarina. Ele lembrou que o Campo Agroacelerador foi palco dos primeiros voos de drones, uma novidade que capturou a atenção dos produtores e que, ao longo do tempo, tornou-se uma ferramenta essencial na agricultura.

“Esse é nosso intuito, trazer a tecnologia para perto da agricultura”, acrescentou Zanatta, ressaltando o papel fundamental do evento em promover a convergência entre inovação e setor agrícola.

A Associação Atlética e Cultural Cooperja, em conjunto com a estrutura do Campo Demonstrativo Cooperja, será a sede da 20ª Edição do Campo Agroacelerador. Com isso, o gerente do Campo, Jian Izidro de Borba, enfatizou a importância do evento para a agricultura, destacando que esta edição marca a primeira vez em que uma abertura oficial será realizada.

“Faltam seis dias para a edição. É um evento do agronegócio, aberto ao público e gratuito. Na última edição, tivemos 6 mil visitantes nos três dias de evento. Queremos que mais pessoas tenham a oportunidade de visitar e conhecer o agronegócio. Nossa região tem muita força no agro, isso precisa ser mostrado”, disse Borba.

A expectativa é de uma participação expressiva, com mais de 100 expositores no campo, mais de 150 vitrines para visitar, incluindo 71 vitrines em culturas instaladas e outras 80 vitrines de máquinas e veículos. O evento também contará com a presença de empresas da pecuária e produção, consolidando-se como um espaço essencial para a troca de conhecimento e a promoção do agronegócio na região.