Geral “Foi feita a fundação e foi constatado que se fosse colocado lá no local ele afundaria”, afirma vereador sobre reservatório da Casan em Maracajá

“Foi feita a fundação e foi constatado que se fosse colocado lá no local ele afundaria”, afirma vereador sobre reservatório da Casan em Maracajá

07/02/2024 - 09h09

Os problemas de abastecimento de água em Maracajá são constantes. As reclamações dos moradores chegaram ao Poder Público que tem cobrado da Casan investimentos na cidade para melhorar a prestação do serviço. Já no ano passado, alguns investimentos foram anunciados, como a extensão de rede até a comunidade do Cedro e, principalmente, a implantação de reservatórios de água para garantir o abastecimento. O prazo já venceu e os reservatórios ainda não foram instalados. Uma nova informação sobre a fundação do reservatório foi trazida ao público.
Durante a primeira sessão da Câmara de Vereadores de Maracajá em 2024, o assunto voltou a pauta. Com a presença de representantes do executivo, a empresa foi muito cobrada. E o vereador Valmir Carradore explicou que a fundação feita, não suportaria o reservatório. “Eu tenho feito contato constante, com o Nathan Monteiro, e ele mandou para que se construísse o reservatório. Esse reservatório de 500 mil metros cúbicos que seria construído lá no Espigão Grande, foi feita a fundação e foi constatado que se fosse colocado lá no local ele afundaria. Então, ele vai ser construído aqui, atrás do colégio de Maracajá”, atualizou o vereador.
Ainda de acordo com Carradore, a questão financeira está resolvida, mas a empresa precisa encerrar um serviço antes de executar a instalação em Maracajá. “Já está tudo certo, o dinheiro está depositado na conta. Eles iriam começar antes do final do ano, mas a empresa não conseguiu terminar o reservatório, porque é um reservatório grande, mas o material já está todo comprado”, completou.