Política “Foi uma pós-graduação para mim”, afirma Zé Milton sobre a disputa para a presidência da Alesc

“Foi uma pós-graduação para mim”, afirma Zé Milton sobre a disputa para a presidência da Alesc

01/02/2023 - 09h28

O deputado estadual, José Milton Scheffer (PP), antes da posse dessa quarta-feira, 01, comentou sobre a disputa para a presidência da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em entrevista a Saulo Machado. O representante do Sul catarinense (Sombrio), explicou o porquê abriu mão, dando assim, o cargo de presidente da casa legislativa ao deputado Mauro de Nadal (MDB).      

“Foi um mês de janeiro muito intenso, com muitas negociações e tratativas. Nós também éramos candidato à presidência, mas na reta final, junto com nosso grupo, entendemos que era melhor fazer uma chapa de consenso, de união, até para preservar a unidade do parlamento e a pluralidade de ideias. Ninguém pode ser adversário do outro, na questão de ocupação de espaço. Por isso, nós optamos em retirar a nossa candidatura e fazer uma composição juntamente com o grupo que nos apoiou. Chegamos a 18 deputados agora na reta final, mas precisávamos de 21 e aí as coisas ficaram mais difíceis. Além disso, vários companheiros pediram que a gente fizesse uma união em nome do fortalecimento da assembleia e foi isso que a gente fez”.

Zé Milton também falou sobre a possibilidade de assumir uma secretaria no governo de Jorginho Mello.

“Eu tenho alguns compromissos assumidos com municípios e com regiões. Temos também algumas bandeiras que nós defendemos, mas no momento não existe nenhuma cogitação nesse sentido. Eu estou focado no nosso mandato, organizar, trabalhar, nos mantermos muito próximo das pessoas, com as características que nós sempre tivemos aqui na assembleia, fazendo um mandato de resultado, buscando ações e projetos que melhorem a vida das pessoas. Já temos algumas bandeiras fortes na área da Agricultura e também na área da Saúde. Já estamos, inclusive, tratando com a nova secretária, a questão das cirurgias eletivas, para que no Sul do Estado a gente possa fluir em uma velocidade maior, encontrar um caminho para que pessoas não precisem aguardando na fila e, obviamente, avançar em outras pautas”.

Scheffer ainda falou da experiência que adquiriu na disputa pelo cargo mais alto do parlamento Catarinense.

“Eu entrei na política porque eu gosto de trabalhar com as pessoas. E também venho aprendendo muito. Eu mesmo citei no dia de ontem que essa disputa para a presidência da assembleia foi uma pós-graduação para mim”, concluiu o deputado.