Política Agência da Receita Federal em Araranguá pode ser fechada e secretário de Obras de Araranguá fala sobre buracos e recolhimento do lixo

Agência da Receita Federal em Araranguá pode ser fechada e secretário de Obras de Araranguá fala sobre buracos e recolhimento do lixo

04/06/2024 - 10h35

O vereador Douglas Michels do partido progressista levantou na sessão de ontem na Câmara a questão da Receita Federal, em Araranguá. Segundo o vereador, mesmo depois de toda a mobilização das forças representativas da sociedade e política, novamente a agência da Receita Federal pode estar indo embora da cidade. Douglas defendeu a aprovação de uma moção de repúdio na casa a ser enviada ao governo federal e a representatividade da Receita Federal, em Santa Catarina. Disse entender que todos os vereadores devem assinar e conclamar novamente as forças vivas da cidade e região a lutar contra a intenção do governo federal.

Apoio

A proposta do vereador obteve apoio de todos no plenário. O vereador Nelson Soares, destacou que também teve acesso a informação de que a intenção de fechar a agência em Araranguá havia retornado a pauta no governo federal, que pretende centralizar os atendimentos em Criciúma. Para o vereador é lamentável que cidadãos que necessitem do serviço da receita e que moram em Passo de Torres, tenham que ir a Criciúma para resolver seus problemas. “Para este público, Araranguá já é longe”, sentenciou.

Pauta velha

Para o experiente vereador José Carlos da Rosa, o Neno Fontoura, a pauta é velha e o governo nunca desistiu da intenção de fechar a agência em Araranguá. Na opinião do vereador, apenas deram um tempo, depois das manifestações quando tentaram da última vez.

Energia Limpa

O vereador Jair Anastácio aprovou na sessão de ontem uma indicação sugerindo a administração municipal a Instalação de uma usina fotovoltaica com capacidade de converter energia solar em elétrica para abastecer as instalações públicas municipais. Para o vereador, a chamada energia limpa já está presente em vários setores, inclusive da indústria e do comércio e o investimento se paga através do barateamento da energia consumida.

Buracos

O secretário de Obras de Araranguá Odilon Pitsch, disse na manhã de hoje que a administração contratou quatro empresas para trabalhar na recuperação buracos após a última enchente. Segundo o secretário, os problemas estão sendo resolvidos conforme a maior necessidade. Um grupo de WhatsApp, onde participam as empresas, o secretário, o prefeito Cesar e o vice Tano, conversam sobre as prioridades a serem atendidas.

Demora

Em relação a demora no atendimento, disse que por vezes, existem situações mais complicadas e depende de mais tempo para resolver. Segundo o secretário, as tubulações mais antigas, precisam ser trocadas, o que demanda mais tempo para resolver.

Macrodrenagem

Odilon Pitsch, disse que o prefeito Cesar está determinado em elaborar um projeto de macrodrenagem para a cidade, para definir o escoamento de águas das chuvas e de possíveis enchentes. A comporta do Bairro Barranca deverá ser modernizada e também existe o estudo para o levantamento da margem do rio nas partes mais baixas no lado da Ruy Barbosa e do Bairro Barranca. Outra obra que deve ter início em breve é a galeria que dará melhor escoamento das águas ao rio Araranguá, na beira rio e a obra de troca de tubulação na Caetano Lummertz, também com escoamento até o rio Araranguá.