Política Lista dos mais chatos pode gerar processo e pedido de informações relacionado a agricultura foi aprovado em Araranguá

Lista dos mais chatos pode gerar processo e pedido de informações relacionado a agricultura foi aprovado em Araranguá

18/04/2024 - 18h51

Processo

Pelo menos dois processos de investigação foram solicitados em relação a lista que circula nos grupos de e nas redes sociais e que elencam os 100 maiores chatos, ou abusados de Araranguá. Ao que parece, a lista não agradou a muita gente, que se sentiu ofendida. Pelo que pude apurar os incomodados estão querendo identificar os autores da lista e processar, não só que a fez, bem como quem as está repassando.

Absurdo

Claro que cada um se sente como quer, ou sente a dor que quiser, ou sabe ainda onde lhe aperta o sapato. Mas acho exagero, uma brincadeira comum, de Araranguá, que pode até ser considerado “cultura”, possa incomodar alguém a esse ponto. Mais agressivo, o antigo pasquim, era impresso e circulava pela cidade, sendo que nunca, ninguém foi responsabilizado pelas publicações. Agora no mundo moderno deve ser diferente e qualquer coisa, por menor que é sem importância que possa parecer, pode gerar desconforto.  

Pedido de informações

Um pedido de informações do vereador Douglas Michels na câmara de vereadores de Araranguá ontem, resultou em discussão sobre o serviço prestado pelo município aos agricultores. No pedido de informações o vereador quer saber sobre o projeto de açudes anunciado pela prefeitura e que, segundo o vereador não foi a frente. Segundo o vereador, ele ouviu relato de agricultores que investiram no projeto e que simplesmente não receberam o que lhes havia sido prometido. Entre outros questionamentos, o vereador questionou as horas máquinas destinadas aos agricultores, afirmando ter conhecimento de que o atendimento não está como deveria, também neste setor.

A defesa

O vereador Pedro Paulo de Souza, disse que se trata de um programa do governo do estado de Carlos Moisés, que propunha a criação de açudes para a criação de peixes nas propriedades rurais. Segundo o vereador o município fez a sua parte, mas o governo suspendeu o orçamento que havia para o programa. Também destacou que hoje a prefeitura, além de atender aos pequenos agricultores, também tem mantido valos públicos limpos, o que não acontecia em administrações anteriores. Mesmo assim, segundo o vereador o trabalho aos agricultores tem sido feito, mas que sempre se ouvirá descontentamento.

Na Câmara

O comandante do 19º Batalhão da Policia Militar Tenente Coronel Marcelo Bertoncini Zanette, foi a câmara de vereadores de Araranguá ontem para prestar contas das ações da PM. Depois de explanar sobre o serviço prestado pela corporação e enaltecer o trabalho em todo o estado, o comandante apresentou números de atendimentos em Araranguá.

Aumentou

Admitiu que houve aumento no número de ocorrências policiais, mas destacou que até mesmo um atendimento, como levar uma pessoa ao hospital, é considerado ocorrência, só que não relacionada a crime. Também ficou caro em sua fala que realmente aumentou o número de roubos, ou crimes de menor poder ofensivo em Araranguá. Ressaltou que o alto índice de ocorrências policiais atendida, se deve ao fato de a população confiar no trabalho da PM.

Defasagem

O comandante também deixou caro que hoje existe uma defasagem de 50 policiais para a prestação do serviço de segurança em Araranguá. Também pediu aos vereadores que cobrem do governo do estado a obra de reforma e ampliação do presídio regional de Araranguá. Segundo ele, depois da reforma e ampliação de vagas no Presídio Santa Augusta em Criciúma, a situação da segurança pública melhorou.

Concurso

O vereador Nelson Soares, aprovou requerimento na noite de ontem, relacionado a segurança pública. No requerimento, o vereador pede Envio de expediente ao Governador do Estado de Santa Catarina, Sr. JORGINHO MELLO e ao Comandante Geral da Polícia Militar de Santa Catarina, Coronel PM, AURÉLIO JOSÉ PELOZATO DA ROSA solicitando que seja destinado segundo estudo de defasagem a lotação no município de Araranguá das praças aprovadas no último concurso. Se trata de uma ação de inconstitucionalidade que tramita e em que a procuradoria geral da república questiona os 10% de vagas para s mulheres. Neste caso o entendimento é que as mulheres tem só 10% das vagas, enquanto que os homens ficam com 90%.

Esbarra em decisão

Mas o vereador destacou ter conhecimento de que a chamada deste concurso não acontece, porque existe uma decisão judicial, concedida pela ministra Carmem Lucia, em que é contestada a participação de mulheres no concurso.

Convênio

Empresários do setor de transportes de cargas que reclamaram falta de segurança em reunião realizada no bairro Sanga da Areia, reclamam que nenhuma resposta mais clara ainda foi apresentada pela polícia em relação aos roubos, que continuam. Além de não receber a resposta que precisam, ainda tem recebido a fiscalização da Policia Militar aos alvarás de funcionamento dos estabelecimentos.