Política Maria Garcia Pessi: coordenador de educação atualiza informações sobre a situação da escola

Maria Garcia Pessi: coordenador de educação atualiza informações sobre a situação da escola

16/05/2024 - 10h07

Após a reclamação de problemas na escola Maria Garcia Pessi, o coordenador regional de educação, Luiz Carlos Pessi, atualizou as informações sobre a manutenção da escola. Segundo ele, a parte da cobertura do prédio que apresentou problemas já recebeu uma primeira manutenção, mas a estrutura precisará ser mexida novamente. Com relação as redes da quadra de esporte, a projeção é para que o alambrado seja construído somente no segundo semestre. Já com relação a quadra coberta, que já teve licitação lançada e cancelada duas vezes, ele não tinha novas informações. A entrevista foi concedida ao programa Estúdio 95, na Rádio Araranguá.

Com relação a cobertura de uma parte da escola, o coordenador lembrou que o problema já vem desde novembro do ano passado. Ele reconheceu o atraso e justificou a troca do engenheiro responsável pelas manutenções. “Primeiro o engenheiro entrou em contato com a empresa para ver se conseguiria fazer pela garantia, mas não tinha mais. Então ele já lançou a OS (Ordem de Serviço) para fazer essa manutenção”, relatou. Porém, o coordenador enfatizou que futuramente outra intervenção será necessária no local.  “A gente sabe que aquilo ali é paliativo e aquela estrutura já está bem desgastada. Ou a gente vai fazer um reparo geral, mudar todas, ou mudar toda a estrutura. Porque eles reclamam que ali não tem circulação de ar”, disse.

Já com relação a quadra, em que os palanques que seguravam as redes foram retirados, o coordenador disse que alguns deles estavam podres. Ele ainda reforçou que este modelo não é mais utilizado pelo estado e que uma tela e palanques de concreto serão instalados. A decisão de retirar os palanques de madeira acabou não agradando aos professores e alunos, já que a quadra ficou completamente desprotegida. “Para não corrermos o risco de acontecer alguma coisa e cair, e como nós vamos fazer futuramente com alambrado, nós resolvemos tirar tudo”, falou. Um dos problemas é de que este serviço será realizado somente após a contratação de uma ata de serviço, que deverá ser licitado somente em junho.

Apontada como a solução para o problema, a construção de uma quadra coberta na escola, que já teve duas licitações lançadas, porém questionadas por empresas que participariam do certame, não foi atualizada. “Eu tentei informações ontem a respeito e também não consegui. Hoje pela manhã eu entrei novamente em contato com o gerente de licitações, mas ele ficou de me passar mais tarde informações sobre essa situação”, disse Pessi durante a entrevista.