Política Proprietário de instituto explica como são feitas e os cuidados na elaboração das pesquisas eleitorais

Proprietário de instituto explica como são feitas e os cuidados na elaboração das pesquisas eleitorais

14/10/2022 - 16h15

A polemica envolvendo pesquisas eleitorais levou o senador Marcos do Val (Podemos-ES) a apresentar um requerimento para a criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) que investigue os institutos de pesquisas eleitorais.

Levando em consideração que muitas vezes, a pesquisa tem impacto na escolha de voto do cidadão, o proprietário da empresa de pesquisas Eddata, Édio Pedro da Rosa, esteve no programa Estúdio 95, explicando como que funciona a coleta de dados e a metodologia. Édio acredita que a amostragem dos grandes institutos de pesquisa é muito pequena. “Aqui em Araranguá trabalhamos com 500 entrevistas, para aproximadamente 50 mil eleitores, e no Brasil inteiro eles fazem com somente 2 mil entrevistados”, explica.

Édio pontua que a pesquisa em si não é o problema, mas sim a divulgação dos dados. “Ou você coíbe a divulgação das pesquisas, pouco antes das eleições, ou senão a polemica vai existir. Quem está atrás nunca vai admitir, quem está na frente vai querer ampliar”, declarou o empresário.

Para Édio: “A pesquisa não tem por finalidade prever o futuro, ela prevê a tendência. A pesquisa é fundamental”.