Política Dois suplentes na Câmara de Araranguá e Câmara de Balneário Gaivota aprova as contas de 2022 do prefeito Kekinha

Dois suplentes na Câmara de Araranguá e Câmara de Balneário Gaivota aprova as contas de 2022 do prefeito Kekinha

06/02/2024 - 09h24

A Câmara de Vereadores de Araranguá terá duas caras novas pelos próximos 30 dias. O suplente Lirion Mateus da Silva, assumiu na vaga do vereador Luciano Pires na sessão de ontem e o suplente, Da Cruz assume na sessão de amanhã na vaga do vereador Jair Anastácio.

Discursos

Na primeira sessão do ano, em que todos vão passar pelo crivo do eleitor, via regra, os discursos ouvidos foram no sentido de que será um ano de muito respeito, mas de busca pelo voto. Também houve diversos registros de boas-vindas aos suplentes, Lirion, que assumiu ontem e Da Cruz, que assume na sessão de amanhã.

Trabalho

O vereador Neno Fontoura, como o mais experiente na casa, alertou para o fato de que muitas pessoas falam que vereador não trabalha, mas nunca assistiu uma sessão da casa. “Falam, porque ouviram falar, sem sequer saber qual o trabalho o vereador tem que desenvolver em suas funções”. Para o vereador, suplentes na câmara significa saber exatamente o trabalho que é desenvolvido na casa. Para o vereador, quem passa pela câmara, mesmo por 30 dias, não fala mais que vereador não trabalha.

Saúde

O vereador Samuel Duarte Nunes relembrou os momentos complicados que passou em relação a sua saúde. Disse que Deus lhe deu outra oportunidade e que vai aproveitar muito bem. Agradeceu aos profissionais da saúde do Hospital Regional de Araranguá e São José de Criciúma, que foram decisivos em sua recuperação. “Não porque eu sou vereador, eles tratam todos igualmente e quero agradecer e parabenizar”, afiançou.

Entrada

Deu entrada na sessão de ontem o veto total do poder executivo ao projeto de lei que regulamenta a emissão do cartão credencial para pessoas portadoras de transtorno do espectro autista, para a utilização no estacionamento de veículos nas vias e logradouros do município. A justificativa é de inconstitucionalidade apontada pelo CETRAN SC, órgão máximo consultivo e normativo do Estado de Santa Catarina, que extraoficialmente já se manifestou pela inconstitucionalidade da matéria, sendo que emitirá o parecer oficial após apreciação do plenário.

Contas aprovadas

As contas do exercício de 2022 da prefeitura de Balneário Gaivota foram aprovadas na sessão de ontem pelos vereadores. As contas vieram do TCE com parecer pela aprovação. O projeto foi aprovado por maioria simples. O prefeito Kekinha destaca que a aprovação das contas referentes a 2022, demonstra que o legislativo ratificou a decisão do TCE e que sua gestão vai continuar pautando pela correta aplicação dos recursos conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF.

Turvo

Em Turvo aconteceu ontem a primeira sessão ordinária deste ano. Na sessão deram entrada vários projetos de lei do executivo. A sessão contou com a presença de servidores públicos municipais, que a partir destes projetos que deram entrada na Câmara, receberão gratificações, ou terão seus salários atualizados com ganho real, o que não acontecia há mais de 10 anos.

Avaliação

Uma avaliação do transporte coletivo urbano gratuito de Araranguá foi apresentada ontem pelo assessor jurídico da secretaria de educação, Adrin Luciano. Ele apresentou números de usuários do transporte coletivo, depois que a administração municipal implantou o transporte sem o pagamento de passagem. Pelos números, em janeiro de 2023, a empresa Viação Cidade registrou 11.899 passageiros, e em janeiro deste ano, marcou 16.285 passageiros. Ou seja, com a gratuidade, o aumento no uso do transporte coletivo foi de 4.386 passageiros. E neste crescimento, a rota que mais transportou passageiros, foi a linha Morro dos Conventos, com 5.997 passageiros. A implementação da tarifa zero, gerou um aumento de uso pela população em 36,37%.

Caminho

Os números apontam que o caminho está certo. Vale ressaltar que nesta licitação é possível mudar linhas e horários para melhor atender aos usuários. Claro que os interessados precisam oficiar a prefeitura em relação as suas necessidades.